Imprimir
PDF

Sinpro Santos

O Sinpro Santos é uma das mais antigas entidades sindicais de professores. Entre 1937 e 1938, um grupo de professores se propôs a criar uma associação, etapa obrigatória na época para a criação de um sindicato.

Em 22 de setembro de 1940 foi realizada a primeira reunião da Associação dos Professores de Santos. Estes são os nomes que aparecem na primeira ata: Mário Alcântara, Ana Maria Martins, Malta, Orlando Magalhães, João Taibo Cadoniga, este o maior e mais ativo líder sindical que Santos conheceu na década de 40. Outros nomes de professores atuantes surgem nas atas subsequentes, Dr.Cesar Augusto de Castro Rios, Solon de Lucena, Teófilo Soledade, Júlio Guimarães Sampaio, Domingos Fuschini, José Lourenço Sobrinho, Maria de Oliveira Ventura, César Simões Pires, Durval Cítero, Antonia Tereza Barbosa Sanches, Romeu La Scala, Benedita Aparecida Pinheiro.

Em 7 de fevereiro de 1944, na 19ª reunião ordinária de Diretoria assumiu a presidência da Associação dos Professores de Santos o professor Domingos Fuschini. Três dias depois foram iniciadas as tratativas para a transformação da Associação em Sindicato dos Professores.
Nas reuniões seguintes outros professores foram se inscrevendo espontaneamente paraa participar da construção da entidade: João Augusto Rodrigues, que recebeu do Sindicato o título de professor emérito do ano de 1977; Gisela Dias de Souza e Silva, Vanda Cordeiro Vieira, Ana Maria Robert Tissot Mendel, Vera Langton de Faria Pereira, João Francisco da Cruz, Zulmira de Andrade Lambert, Maria de Lourdes Pereira de Melo, Agenor de Andrade, Margarida Teixeira de Carvalho, Luis Carranca, joão Carlos de Azevedo Júnior, Ivonne Galvão Soares, Maria Luiza Proost Melchert, Rubens Marcos e Madalena Del Pozo.

Finalmente, o Ministério do Trabalho concedeu a carta sindical. Estava criado assim, em 25 de agosto de 1944, o Sinpro Santos.
A primeira diretoria foi constituída pelos professores Domingos Fuschini, Luis Fernandes Carranca, Cely de Moura Negrini, João Augusto Rodrigues, Lauro Jorge de Oliveira; Ana Maria Tissot Mendel, Luis Gomes Cruz, José Carlos de Azevedo Júnior, Rosalina Derenzio Mazzotti, Paulo de Arruda Penteado.

Fizeram parte do Conselho Fiscal os professores Francisco Meira, Carlos Bandeira Lins, Ruth Dias de Souza e Silva, Maria Conceição, Violante Pinto de Azevedo e Sólon Pereira de Lucena.

Em 1968, o Sinpro passou a funcionar em sede própria, pelas mãos do professor Oswaldo Borges dos Santos. A entidade instalou-se na sala 110 do Edifício Campos Elíseos, na Praça da Independência 07/48.

Em 1977, o Sinpro foi transferido para a Avenida Ana Costa, 145, onde funciona até os dias atuais.

Como órgão reivindicador e de defesa da categoria dos professores,o Sinpro Santos tem atuado de forma intransigente na luta pela melhoria das condições de salário e trabalho docente.

SINDICATO DOS PROFESSORES DE SANTOS E REGIÃO